terça-feira, 17 de abril de 2018

coincidências?








Aniversário da criança de 07 anos. Robson mora no morro da maré, Cristina trabalha de auxiliar de limpeza em Copacabana. O pai perdeu o emprego na loja como vendedor nas casas Bahia, mas continua “esperando" devido o contrato intermitente do Governo que chama só quando precisa, só de acordo com a demanda.
- Nego, hoje é aniversário do Luquinha, a gente precisa comprar um bolinho para ele ou comprar aquele carrinho que tanto ele pediu no natal, mas o papai Noel da ONG não trouxe.
- mas, nega eles não me chamam pra trabalhar, o patrão falou que só vai chamar quando precisar, mas nunca precisa. Respondeu Robson
- É, eu sei, será que não dá pra você ir vender aquele perfume que você me deu no natal? Ou não sei talvez vender água lá na linha vermelha. Não sei, mas precisamos dessa grana. Só sei que a gente precisa do dinheiro. E hoje to indo pra casa da Dona Joice, hoje é aniversário do Celso, vai lá uns amigos dele.
- Ta bom, vou ver o que eu consigo fazer.Disse Robson.
A porta bate.
(Farol da Barra da Tijuca)
- Vamo ae Patrão! Vamo limpar esse vidro! Deixa eu passar um pano ai! Hoje tem jogo no Maraca chegar com esse vidro zuado é osso, vão te aloprar " o cara com um puta carro e sem dinheiro pra lavar"
O homem olha de cara feia, mas responde.
- tudo, só hoje em!
-salvou em patrão! é nóix! Sentenciou Robson
( Sinal abriu)
- Calor da porra! Podia tar vendendo água, pelo menos dava uns gole. Aniversário do muleque hoje! Justo hoje que to quebrado de grana. Eu fiquei sem presente vários aniversário meu, mas também né, meu pai era osso, mas deixa pra lá, preciso fazer o corre pro muleque
(Sinal fechou)
Vamo ae lavar esse vidro!  Hoje tem jogo no Maraca! Chegar com esse vidro sujo vão te zuar em. Posso lavar, patrão?
- não! Sai fora!
 Mas senhor é dois palito, só passar pano!
- sai fora, caralho, já disse!
Eae tio não precisa me xingar não. É só lavar rapidão. Já to jogando!
- Não caralho! Sai fora, macaco! Vai lavar seu rabo!
mas agora já foi patrão,
- foda-se! falei pra você não lavar.
Eae tio, já gastei água, é só uma moeda
- foda-se falei pra você
mas....
( barulho de tiros)
A pistola disparou, o sangue escorreu no carro do homem, misturando com água suja do carro. O homem negro caiu no chão com o rodinho na mão. O transito para, as buzinas gritam. O transito da tijuca fervilha. A policia chega. O SAMU chega.
O “patrão" diz ao policial:
- Boa tarde, policial. Esse miliante tentou limpar o vidro do meu carro, enquanto eu estava no telefone ele tentou pegar meu celular e tive que revidar. Está aqui meus documentos
O policia olhou os documentos um deles constava “Delegado” do não sei quanto do DP do Rio de Janeiro. O policial olhou para o corpo, para os trabalhadores do SAMU, olhou para o Delegado.
- Tudo bem, Delegado. Esses noia são fogo. Atrapalhando a vida dos cidadãos de bem
                                                        
                             ( Na casa da dona Joice)
A TV ligada e os meninos conversando.
- O transito está insuportável na tijuca! A gente vai ter que ir por dentro. Acabou de passar que um trombadinha foi baleado depois de tentar abordar um policia.
- Se fudeu né? Agora vai roubar lá no inferno. Diz o outro menino
- Maria, desliga a TV, por favor, a gente já está saindo. Grita o Celso
Meu nome é Cristina, Celsinho, já falei e dá uma risada sem graça.
Desculpo, eu sempre esqueço. Sentencia Celso
-  Não dá mais para andar na cidade, por onde a gente passa tem alguém pedindo alguma coisa, sem falar os trombadinha. Chamar o Uber, a gente vai demorar pra chegar no jogo. Comenta com os meninos.
*A Crônica "coincidências?”Inspirada em matéria do jornal “ Folha de São Paulo” em 12/01/2018

terça-feira, 20 de fevereiro de 2018

raizes



amor é como árvore
cresce aos poucos
até que um dia
os galhos se embrenham
no chão e no céu,
só para de crescer
cortando ou de doença.
Nosso amor é como árvore
raiz fincada na terra
asfaltada ou no chão
vivo para crescer com você
até que nossos galhos
subam alto e
tomem o céu de assalto.
19/02/2018



terça-feira, 12 de dezembro de 2017

a cura

SANATÓRIO PADRE BENTO. Meados de 1960. Antigo Bairro Allan Kardec.




O sanatório padre bento foi inaugurado junho de 1931 - complexo hospitalar são paulo.Essa instituição fazia internação compulsório de portadores da doença de Lazáro também conhecida como lepra e atualmente conhecida como hanseníase. Neste bairro hoje chamado de tranquilidade havia uma cidade paralela com igreja,moeda própria, campo de futebol, casas, cinema e teatro. Os internos é que levantaram grande parte do complexo. Segundo dados em 1960 acabava a internação compulsório devido o tratamento com as sulfonas, mas o estigma continuou até os anos 1990. Só em 2005 que algumas pessoas foram indenizadas pelo Estado devido o tratamento inadequada e as internações compulsórias.
                                        
   ( Dialogo entre irmãos)

- Paulo, eles estão me dizendo que essa doença tem cura, mas querem nos manter em tratamento. Eu perguntei para o Doutor, mas ele disse que o tratamento é só feito nos Estados Unidos e mesmo assim não é certeza que dê certo, o tratamento ainda é novo.
- Claudia, tudo bem, amanha vou enviar uma carta para aquele meu amigo que está morando nos Estados Unidos possível que ele volte mês para o Brasil para visitar a família. Eu já havia pedido para ele ver como estão os avanços do tratamento desta doença lá. Espero que ele tenha boas novas.
- Eu não aguento mais,  as coisas aqui estão cada dia pior. Você acredita que uma mulher teve um filho de um outro paciente e eles a ameaçaram tirar o filho dela. Disseram que vão a transferir para outro lugar, só para ela não ficar com o filho . Poxa, aqui é um dos poucos lugares que tem uma ala só para crianças. Eles dizem que " a praga" não passa para as crianças de imediato, elas precisam ficar em observação.
- Não fala assim, não é uma " praga", sabe que quando colocamos você aqui foi para o seu bem....e da família.
- Nem começa com isso, porque já cansei de discutir sobre isso. Eu não sou e nem era nenhum bicho. Vocês me jogaram aqui, me trancafiaram nessa lugar.
- Fale baixo, menina! As freias vão te ouvir!
- Nem me fale, se já é difícil aguentar junto com outras pessoas isso, imagina sozinha, na tranca, as irmãs chamam aquilo de "redenção" nós a chamamos de inferno.
-Tá bom, eu já vou,mas amanha eu passo aqui de novo e trago aqueles doces e passo por cima do muro. Você vai adorar, tia Regina está cada dia melhor no preparo de doces.
- Obrigado. Eu não sei o que seria de mim sem você. Mande um abraço para tia Regina. Os doces dela estão me salvando da comida daqui que nem sempre tem um gosto bom. Avisa o papai que eu já o perdoei por ele ter mentido para mim. Só de lembrar que ele me disse que íamos em um lugar para eu escolher uma boneca e depois de muito andar me trouxe aqui. Mas ele me paga nessa ou em outra vida. Mamãe, não podia ter feito nada. Se não fosse ele seria a polícia sanitária. E ela estaria com problemas por tentar me encobrir.
- Não fale assim, todos pensam no seu bem!
- Meu bem? Eu já estou aqui há 03 anos, trabalho todos os dias para esse sanatório, já sei fazer trabalho de marcenaria e pedreiro. Eu queria os meus perfumes, minha cama, meus amigos de infância. O que me resta aqui é rezar, trabalhar e tomar remédios.
- Paulo, você precisa ir! As irmãs estão chegando! Entregue essa carta para Antonio,diga que eu ainda o amo.
                         ( Na casa de Paulo)
Triiiim! trimmmm! Triiimmmmmm! ( Telefone)
Alô, quem é?
-  Oi Paulo, aqui é a tia Renata! Eu queria saber se você já sabe?
-     Saber o que? Não tia, não sei. Inclusive prepara aqueles doces para eu levar amanha cedinho. Vou visitar a Claudia.
- É sobre isso mesmo, Paulo! A Marcela está morta.Você não pode ficar indo lá no sanatório. As irmãs já me chamaram atenção.  Para quem você está levando os doces? As irmãs estão dizendo que você fica do lado do muro falando com "ninguém" do outro lado muro.
- Impossível, tia. Eu falei com ela ontem! A gente conversou um tempão, ele disse que perdoava o papai, que esperava a cura dos Estados Unidos. Pediu para eu entregar uma carta para o Antonio. Espera, vou abrir a carta e ler para você.
" Atestado de óbito de Claudia Alves Pedroso. Causa da morte : Suicídio. Descrição: a garota foi encontrada com uma faca ao lado e seus punhos estavam cortados. Havia um bilhete no seu bolso que dizia " Morri quando fui colocada aqui. Meu coração ficou em casa, mas meu corpo aqui"
- Impossível tia, Impossível.  Eu não estou louco. Eu não estou louco!
                                                         ...
- Paulo, acorda! Acorda, Paulo! Vem tomar seus remédios!
 ( Instituto de Psiquiatria de Guarulhos também conhecido como Hospital dos" loucos" Jardim gopouva)



                                 
                             


quarta-feira, 20 de setembro de 2017

balões e fogos






balões e fogos

Quando eu era criança, subia no pico para admirar a rua lá de cima, como um leão na selva mirando sua presa, no meu caso a selva de pedra. Olhava os balões que a gente do bairro soltava lá de cima e percorria toda cidade, onde ia cair a gente não se importava, queria ver é subir e tomar o céu de assalto. A gente ficava lá por horas admirando aquele clarão no céu. O tempo foi passando e a vida leva a gente pra outros lado,né não? Mas ainda depois de véio a gente sempre acabava indo pra lá, e era muito louco de ver os menor lá, e vire mexe os menino tava soltando rojão e balão, agora é proibido né? - Diversão de pobre uma hora ou outra é proibida., Mas os muleque era ousado não tava nem vendo, metia o bichão pra cima as vezes corria dos policia, mas não pegava nada.
A gente já tinha preparado tudo, era entrar na casa do bacana e render os muleque – os grã fino não gosta que mexe nos muleque, deve ser coisa tipo meio animal, né?. Por isso a gente nem precisava atirar era só render os muleque botar um panico levar a grana da casa e as coisas – não sei porque os patrão liga pra essas coisas, eles compram outro, os caras é viciado em trabalho mesmo. O movimento estava sinistro quando a gente foi meter o pé já tinha um monte de policia para tudo quanto é ladoa a gente tava armado trocamos com os caras, mas eles é treinado atira todo dia – os caras já vem treinado pra por em prática a pontaria. Não deu pro cheiro – vida de crime é foda a gente morre tentando viver, pagar as contas ou na fila do SUS. Parece que uns manos conseguiram fugir , mas as rajada continuam,Agora eu to aqui caido no chão olhando pro alto, os rojão e os balões que voam são outros.

03/09/17 Matérida da folha de São Paulo. Ação policial pra frustrar roubo no Morumbi termina com 10 mortos – Cidadão disse que a troca de tiros parecias fogos e balões e durou 20 minutos."

quinta-feira, 17 de agosto de 2017

vazio



acordei e senti saudades
lembrei das risadas
da casa mais verde
café com gosto de garapa

o almoço de domingo
e o sentimento
de sempre bem vindo

o bolo do santinho
não está mais lá
seu lugar no sofá
ainda está,
vazio.

bota engraxada
risada engraçada
nem tudo é risada
"águar" as plantas
 bondade tamanha

seu vazio
 cheio
de tudo
 saudade
que não acaba
 poesia
inacabada
relojo que não para.

voltei a sua morada
portão aberto :
- misericórdia!
que milagre,
hoje chove.

Perdeu!




Perdeu! Perdeu! Perdeu!
Os direitos trabalhistas, perdeu!
a aposentadoria tardia, perdeu!
o sistema de saúde pública, perdeu!

agora aguenta o tranco
nossa vida igual barranco
descendo ladeira abaixo
abaixo a repressão!
na manifestação do professor
que se rebelou contra o estado

Abaixo a repressão !
do movimento social
organizado
que queima carro e banco
pra não queimar o Senado.

Perdeu! Perdeu! Perdeu!
o que com suor foi conquistado
com sangue, choro e luta
pelo seu antepassado organizado.

segunda-feira, 31 de julho de 2017

enquanto durar


achei
a porta que esqueci de fechar
a rua que não cruzei
encontrei
a parte da vida que me faltava
escolhi e fui escolhido
com quem quero ficar
para um sempre
enquanto durar